A chamada era da revolução digital ou Quarta Revolução Industrial está avançando de uma maneira sem precedentes e, diariamente, surgem novas notícias sobre tecnologias que estão mudando radicalmente a forma como as pessoas vivem, se relacionam, trabalham e aprendem.

Diante desse turbilhão de inovações tecnológicas, talvez um dos maiores desafios dos líderes e gestores de pessoas seja perceber que as pessoas e suas motivações determinam ainda mais do que antes o sucesso ou fracasso das estratégias de aprendizagem. 

Por isso, antes de escolher a melhor ferramenta tecnológica, é preciso entender como as pessoas aprendem e conhecer quais as características do participante que influenciam diretamente no aprendizado: 

Personalidade do Participante: A abertura para novas experiências, a consciência e comportamento afetam diretamente o nível, a direção e a persistência em aprender.

Habilidade Cognitiva: A capacidade mental geral e a habilidade de aprender e fazer conexões tem impacto nos resultados que serão obtidos.

Utilidade Percebida: O aprendizado pode ser influenciado pelo valor que o participante associa ao conhecimento oferecido pelo treinamento.

Auto eficácia: A percepção que o aprendiz tem em relação à sua própria competência exerce influência direta no processo de aprendizagem.

Motivação: Há uma relação direta entre o estímulo do participante e a persistência aplicada nas atividades propostas antes, durante e após o treinamento.

Relevância no Trabalho: É o interesse de cada um que abastece o aprendizado. Quando as iniciativas de aprendizagem solucionam questões da vida real e suprem as expectativas de desenvolvimento de carreira, o envolvimento do colaborador acontece com mais facilidade.

Baixe agora o e-book!

Fonte