Com o ritmo acelerado do mercado, a demanda por profissionais preparados para assumir a gestão em todos os níveis tomou proporções sem precedentes. A cada dia, aumenta a demanda organizacional para alavancar performance, buscar maior eficiência operacional, maior agilidade e inovação e, sobretudo, manter-se competitiva.

Tudo isso tornou o exercício da liderança mais complexo, demandando novas responsabilidades. O líder de hoje precisa inspirar e executar, engajar e focar a performance, buscar o equilíbrio e promover rupturas, ser responsável pelo desempenho do negócio e da equipe, ter foco nos resultados e nas pessoas, ser cada vez mais digital e ao mesmo tempo mais humano.

Ao mesmo tempo, se por um lado a necessidade de gestores prontos no curto prazo é mais intensa, por outro esses talentos são cada vez mais escassos. Assim, as organizações têm sido afetadas pela diminuição do estoque de profissionais prontos para assumir a gestão no momento oportuno.

Diante de tudo isso, qual a importância de investir na capacitação de líderes?

Sem as pessoas certas para assumir as vagas mais críticas de gestão na hora exata, as empresas acabam adotando soluções de curto prazo, como contratações inadequadas e promoções de profissionais despreparados, impactando o negócio. Por isso, fortalecer o banco de reservas de líderes por meio de um processo consistente e contínuo de desenvolvimento desde o primeiro nível gerencial é o melhor caminho para garantir bons resultados em um cenário cada vez mais complexo, competitivo e imprevisível como o atual.

Além disso, se o cenário de hoje é diferente daquele de anos atrás, as habilidades de liderança que precisam ser desenvolvidas também são outras. Logo, é preciso investir em formatos mais atuais, ágeis e adequados ao contexto digital que os líderes atuam, para conseguir desenvolver um capital humano mais crítico, criativo e, principalmente, preparado para atender às demandas específicas da organização.

Baixar e-book